RSS Facebook
Aumentar tamanho das letras Diminuir tamanho das letras Voltar Página inicial Versão para impressão


NOTÍCIAS

  08/12/2016 

Simples Nacional apresenta novas alterações

Durante uma reunião realizada no dia 06 de dezembro, o Comitê Gestor do Simples Nacional (CGSN) aprovou novas resoluções, que apresentam mudanças na gestão do regime. A Associação Brasileira das Secretarias de Finanças das Capitais (Abrasf), que faz parte do CGSN, participou dos debates.

Veja abaixo as principais alterações:

- Prorrogação do período da fase transitória: os Municípios poderão utilizar procedimentos administrativos fiscais previstos em suas respectivas legislações até 31 de dezembro de 2017, para fatos geradores de 1.º de janeiro de 2012 a 31 de dezembro de 2014;

- Adoção de sublimites de receita bruta acumulada auferida: pelos Estados e pelo Distrito Federal para efeito de recolhimento do Imposto Sobre Circulação De Mercadorias e Serviços (ICMS) e, consequentemente do Imposto Sobre Serviço (ISS), no ano-calendário de 2017; 

- Regulamentação da tributação do serviço de construção civil no âmbito da sistemática de recolhimento do Simples Nacional: para fins de cálculo do valor devido pela Microempresa (ME) ou Empresa de Pequeno Porte (EPP), só será permitida a dedução na base de cálculo do ISS, do valor dos materiais fornecidos pelo prestador do serviço, observando-se a legislação do respectivo ente federado;

- Inclusão de uma exceção à situação provocada pelo parcelamento especial: o contribuinte que solicitou um parcelamento este ano (2016), poderá solicitar outro, além do parcelamento especial. O parcelamento especial consolidará os débitos até a competência do mês de maio de 2016 e substituirá o parcelamento anterior. Este dispositivo foi criado para permitir que o contribuinte que tenha débitos de junho em diante possa solicitar novo parcelamento para este período, pois ele não está abrangido pelo parcelamento especial. Assim, o contribuinte poderá ficar com 2 parcelamentos concedidos pelo SIMPLES (Portal), o especial e o normal;

- Vedada: inclusão na lista de atividades com opção vedada ao Simples Nacional os Leiloeiros Independentes. 

Fonte: Com informações do CGSN/CNM
Última atualização: 08/12/2016 às 23:26:25
 
Aumentar tamanho das letras Diminuir tamanho das letras Voltar Página inicial Versão para impressão

Comente esta notícia

Nome
Nome é necessário.
E-mail
E-mail é necessário.E-mail inválido.
Comentário
Comentário é necessário.Máximo de 500 caracteres.
código captcha

Código necessário.

Comentários

Seja o primeiro a comentar.
Basta preencher o formulário acima.

SHN Quadra 01 - Bloco F - Edifício Vision - Sala 502
CEP 70077-000 - Brasília-DF  |  Fone: (61) 3223-1512 |  abrasf@abrasf.org.br 

www.igenio.com.br